Atualização

A mudança mais perceptível é o quadro de citações aí do lado. Você pode achar algo brega, até concordo, mas já faz um tempo que decidi assumir uma breguice minha e colocar citações aqui. Antes, havia uma do William Blake Se as portas da percepção estivessem limpas, tudo apareceria para o homem tal como é: infinito., no rodapé. Agora elas terão seu lugar certo. Vejamos se consigo fazer um sistema dinâmico para mudá-las. Na verdade, preciso ainda mudar muitas coisas nesse site. Com o tempo, com o tempo…

A música aí ao lado pode não ter uma letra absurda, “chicobuarqueana“, mas é uma das das lindas e tocantes da minha vida. Começa como um piscar de olhos diante do primeiro raio de sol na janela e cresce linda e poderosa. Junto com Space-Dye Vest, do Dream Theater, creio que ficará comigo para sempre; não pela temática, mas pelos momentos associados a elas nas minhas lembranças. Não perderei de ouvir essa música ao vivo no próximo mês. Por alguns minutos, serei parte dela, assim como ela já é parte de mim. Como será a sensação? (se Spencer não for, lembre-me de arrancar-lhe o restante do estômago!)

Voltando ao site em si, arrumei alguns detalhes no código e no design; coisa pouca. O formulário de contato agora funciona numa maior variedade de browsers e mostra a mensagem enviada. As imagens do portifólio ganharam uma baita marca d’água, não só para me proteger, mas também para proteger aqueles retratados em muitas delas. Já há alguns links, também.

Sobre minha última bagunça, Alê gostou da vetorização. Vejamos que mais posso “aprontar”.

sobral